Faturamento das autopeças cresce desde julho

Faturamento das autopeças cresce desde julho

O atual cenário global impactou o setor de autopeças desde o início do ano. Até julho de 2020, foi registrado um déficit de cerca de US$ 1,97 bilhão, enquanto o saldo registrado no mesmo período, no ano anterior, era de cerca de US$ 2,3 bilhões.

A taxa de importação também sofreu queda no período pós-pandemia, com diminuição de 28%, enquanto a taxa de exportação diminuiu cerca de 34%. O déficit ocorreu devido aos problemas que o setor automotivo enfrentava também nos mercados globais, como os Estados Unidos, Argentina, México, Chile, Colômbia, Alemanha e Holanda.

 

Volta do setor automotivo

As projeções de vendas de automóveis para 2020 estavam muito abaixo do esperado, se considerarmos que o setor fechou em alta no ano de 2019. Contudo, hoje o mercado automotivo brasileiro tem razões para realizar projeções muito mais otimistas.

Acredita-se que a queda nas vendas automotivas será de apenas 35% em relação ao ano anterior. Considerando que o ano começou em declínio para indústria, os danos poderiam ter sido muito maiores, porém, o crescimento que iniciou em julho, foi fortemente sentido no mês de setembro, que teve o melhor faturamento do ano.

O retorno também gerou novos empregos desde o mês de julho. Foi constatado que o número de vagas para o setor automotivo e de autopeças cresceu 2,3% em comparação ao mês de junho. Essa também é uma boa notícia, se considerarmos que o desemprego nessa indústria estava altíssimo nos primeiros meses de pandemia.

 

Crescimento no faturamento das autopeças

A partir de julho, a recuperação do setor de autopeças começou no mundo inteiro. O faturamento brasileiro teve um crescimento inesperado de 40%, em relação ao mês anterior, segundo a Sindipeças, órgão que reúne informações e dados sobre o setor.

O número de vendas de peças e de montagem de automóveis atualmente ainda é menor do que aquele que foi obtido na mesma época, no ano de 2019, antes do início da pandemia. Mas considerando a queda que o setor automotivo sofreu, a recuperação é vista com muito entusiasmo.

Com a volta das montadoras, que passaram a operar gradualmente em julho e hoje operam normalmente, o setor de autopeças faturou, apenas no mês de julho, 57,5% a mais que em junho. Outra razão do aumento no faturamento das autopeças é o mercado de peças de reposição, com cerca de 15,4% dos ganhos totais.

 

Novas projeções para o setor de autopeças

As projeções atuais da Sindipeças continuam otimistas, prevendo um crescimento de até 5% para o setor nos próximos meses. É possível que o pior já tenha ficado para trás e que agora o faturamento das autopeças só tende a crescer, tanto nos lançamentos da indústria automotiva, quanto no mercado de peças de reposição.

 

Aqui na Copbor essas mudanças positivas já foram sentidas e já estamos totalmente prontos para atendê-lo da melhor forma possível. Venha fazer parte do nosso time de clientes, fale com um de nossos consultores.

About The Author

COPBOR Solução em Peças Automotivas

No Comments

Leave a Reply

A importância da manutenção preventiva para os automóveis